segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Depois de tanto tempo, aqui estamos...

...cheia de coisas pra contar, pra dividir, pra relembrar... Não sei o que acontece com meu tempo,  ultimamente não rende quase nada e quando vejo sempre tenho mil coisas pra fazer e não consigo...
Hoje deixei tudo de lado e resolvi escrever um pouco e relaxar minha cabeça...

Tenho dividido nos últimos tempos todas minhas experiências e dúvidas maternais com minhas amigas mamães: Lisa, Thany e Manoela. Trocamos figurinhas de tudo que acontece com nós e com nossos bebês e assim ficamos mais tranquilas. É sempre bom ter outras pessoas passando pela mesma fase que você. Dá um alívio quando podemos contar, dividir e somar com nossos sentimentos, medos e tudo mais que acontece.

Eu e Olivia tivemos momentos maravilhosos e está sendo muito legal acompanhar toda a evolução dela. Vê-la começar sua vidinha descobrindo o mundo, tudo ao redor... de verdade mesmo, acho incrível! Um dia ela vai crescer, ser uma criança, depois adolescente, jovem, adulta e idosa e foi comigo que tudo na vida dela começou. Piro nisso! Ela é minha família, minha e do Edgar e ela cresce cada dia mais linda e mais feliz. O engraçado é pensar que com a gente também foi exatamente assim. E naquela época não existia nada, nem celular, nem computador... era um pouco diferente, mas éramos os mesmos bebês de hoje em dia, talvez um pouco menos desenvolvidos, mas os pais não tinham todas as informações e a tecnologia que temos hoje.

Na minha cidade era só um pediatra, se não me engano, não existia esse lance de maternidade ativa e de poder ir atrás de outras referências além daquilo que lhe era proposto... enfim, hoje em dia as coisas mudaram...

Um dia nascemos, passamos um mês quase todo dormindo, ainda em conexão com o mundo de lá, achando que ainda é a barriga da mamãe e precisando muito de carinho pra confortar essa transição.... mal nos mexiamos. Um dia resolvemos dar uma risadinha, mexer a cabecinha, ter um pouco mais de coordenação... Um dia começamos a emitir sons, ouvir a própria voz,  dar gritinhos e fazer gracinha.  Começamos a entender que somos uma pessoinha fora do corpo da mamãe e do peito  materno.... Começamos a pegar as coisas, olhar com mais atenção. Se impressionar ao ver uma árvore, o mar.... Aí, depois de um tempinho, conseguimos  virar nosso corpo de um lado para o outro... a engatinhar pra trás... sentar como gorilinha, com os braços na frente segurando nosso tronco... depois sentar sem apoio... Começamos a fazer flexões de braço, testando nossos movimentos e também arrastar o corpo pelo chão até que os braços  e as pernas fiquem firmes  para engatinhar de verdade e explorar o mundo ao redor.

Olivia está nessa fase, engatinhando para todos os lados.

Com 3 meses ela começou a pegar as coisas com suas mãozinhas e a olhar tudo ao redor. Aos 4 meses sentou; com quase 5 meses ela passou a brincar horas sentadinha sozinha com seus brinquedos e depois a rolar de um lado pro outro, o que ela adora fazer até hoje; depois, engatinhar pra trás. Com 6 meses começou a provar frutinhas e não curtiu quase nada, também, não sabia engolir ainda. Depois falou mama, vovó e papa. Com 7 meses mastigou de verdade seu primeiro alimento e gostou: foi uma banana. Teve seu primeiro dentinho inferior. Com quase 8 meses comeu sua primeira papinha salgada, depois de provar alguns legumes separadamente e deu início a comelança. Também perdeu a preguiça e começou a engatinhar profissionalmente, porque antes ela só se arrastava pra trás. Agora ela também já entende muita coisa. Brinca de se esconder e depois mostrar a carinha dando risada, quando ofereço água ela já sabe e pede com a mão. Sabe que o nome da nossa gatinha é Phephé e procura ela pelo chão quando chamamos... e tantas outras coisas queeu posso ficar horas aqui contando....

Tivemos momentos não tão bons também, como uma internação no Hosp. Sabará por conta de uma alergia que ela teve no tronco e pescoço, que evolui muito rápido. Depois teve mais uma crise, que conseguimos controlar rápido e agora ela está bem. É a chamada dermatite atópica, comum em bebês. É uma alergia como asma, rinite, mas que dá na pele e é um pouco chatinha, porque volta sem nenhuma razão específica.
Agora acabaram os banhos quentes e demorados que eu amava dar no balde, no pato... porque banhos quentes ressacam a pele. Mudamos muita coisa, o sabonete, o shampoo, a pomada, o creme, os remédios e voltamos para nossa pediatra alopata e deixamos a antroposofia para uma outra encarnação...

A Olivia é muito calorenta e acabou-se a preocupação de colocar muita roupa com receio dela passar frio, pq ela sempre sua muito, principalmente na cabeça e pescoço, que foi onde deu a alergia.
A alergia começou depois de uma série de fatores: Eu voltar a trabalhar sozinha, deixando ela em casa com a babá - por no máximo 4horas e por 3 dias da semana; ela começar a comer de verdade as frutinhas; ela começar a andar no chão e no piso de E.V.A.; ela começar a babar mais por conta do dentinho que estava nascendo; uma onda de calor e o suor ter aumentado; termos ido à praia e ter brincado na areia e ter usado pela primeira vez um protetor solar (para a idade dela e da Turma da Mônica - Hugges, que parece que não é nada legal).
Apareceu primeiro uma vermelhidão nas dobrinhas dos braços e depois na lateral do pescoço e foi descendo até o peito, uma mancha avermelhada... Enfim, agora está tudo sob controle e estamos no caminho certo e bem informados para tentar evitar futuras crises.

Agora a Olivia já está com 8 meses!!! Uma loucura como o tempo passa rápido e como nossos bichinhos crescem. Deveria demorar mais tudo, demorar mais cada fase dessas, pelo menos uns 3 meses para cada evolução, porque passa tudo rápido demais...

2 comentários:

Sandra Hellen Kautto disse...

Quantas coisas boas aconteceram nesses 8 meses! É bom ter notícias de vocês e saber que tudo vai bem!


Beijos

Priscila Effgen disse...

Olá Julia estive algumasvezes aqui no seu blog e achei um barato!!e resolvi fzr um tambem, contando minha historia com a Lóris, sua filhota é uma belezura, e me parece que vc esta mto feliz.
Um abraço!!